RH e PME: dicas essenciais

O departamento de recursos humanos raramente recebe o tratamento que devia ter nesses tempos modernos. isto principalmente como uma área para resolver documentação básica de recém-contratados e colaboradores desligados, o RH já não funciona mais dessa forma simples e sem valor.

Se esse cenário já existe nas grandes organizações, passa a ser ainda mais comum nas micro e pequenas empresas (PME), locais onde o número de funcionários é reduzido. Poucos negócios com este formato possuem plano de negócios bem estruturado.

A verdade é que no período recente a área de recursos humanos mudou de patamar dentro das companhias. Não é mais apenas um setor destinado única e exclusivamente para contratação e demissão, mas sim uma área de fundamental importância para o sucesso empresarial, principalmente para as pequenas e microempresas.

Para melhor aproveitamento da área é preciso entender a sua importância para a empresa contemporânea. E isso vale para todos os portes organizacionais, mas principalmente para aquelas com menos funcionários.

O setor de recursos humanos atualmente centraliza diversas funções que são importantes para o bom andamento dos resultados empresariais. Entre as principais estão o desenvolvimento de pessoas e, é claro, o monitoramento destas para que possam evoluir e movimentarem-se de acordo com os interesses da organização.

O RH é, portanto, parte importante de definição estratégica das empresas. Isso deve ser considerado pelos empreendedores na hora de organizar os seus departamentos.

Confira a seguir algumas dicas essenciais para micro e pequenas empresas em relação à área de recursos humanos.

  • Não centralizar o RH

Micro e pequenas empresas tendem a ter a gestão de pessoas centralizadas no dono. Mesmo que a estrutura seja pequena, o ideal é deixar uma área responsável pelos processos relacionados às pessoas, deixando o empreendedor focado para outras atividades. Essa é a tendência conforme a empresa crescer de qualquer forma.

  • Comunicação aberta entre áreas

Outro fato comum sobre a centralização todas as decisões no dono está a falta de liberdade para os departamentos empresariais. Esse é um problema que torna tudo mais lento e a tomada de decisão mais complexa. O ideal é permitir a comunicação entre áreas, tornando tudo muito mais fluido dentro da organização.

  • Permitir a participação estratégica do RH

Conforme dito anteriormente, o RH dos dias atuais tem uma importância estratégica gigantesca. O empreendedor deve entender isso e permitir a participação do setor que funciona muito bem como uma espécie de consultoria.

Além de muito mais barato do que trazer uma consultoria externa, o RH da empresa tem um conhecimento muito maior dos colaboradores e pode traçar análises mais precisas sobre o futuro do negócio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *